Alta executiva decide abandonar carreira e salário milionário para se dedicar à obra missionária

Uma profissional bem-sucedida, que superou as dificuldades da vida em Cuba para construir uma carreira sólida, trocou toda a prosperidade alcançada no mundo corporativo para se tornar missionária e divulgar o Evangelho em lugares remotos do planeta.

Esse é o resumo do testemunho de Ana Mims, que hoje trabalha com a organização missionária Wycliffe. Antes de dedicar à vida à obra, ocupava posição de chefia em uma das 500 maiores empresas do planeta.

A Wycliffe se dedica a traduzir e distribuir a Bíblia Sagrada para povos cujos dialetos ainda não receberam a atenção devida. Para Ana, esse trabalho é essencial: “Muitos acabam tendo conhecimento sobre a salvação em Cristo através da Sua Palavra, ao conseguirem por as mãos em Sua Palavra”, afirmou.

Em uma entrevista ao portal The Christian Post, ela contou que a decisão de ser missionária aconteceu de forma natural: “É uma daquelas coisas na vida onde elas escolhem você, e não você que as escolhe. Na verdade, eu não escolhi a Wycliffe, acho que o Senhor fez isso por mim”, declarou.

Cubana, ela migrou para os Estados Unidos quando criança, junto com a família, e aos 18 anos, decidiu confessar a Jesus como Salvador e trocar a tradição católica pela protestante. Por outros 28 anos, trabalhou duro, cresceu profissionalmente e se tornou especialista em legislação, diretora de relações e operações governamentais e vice-presidente de comunicações em empresas gigantes, com presença na Europa, América Latina, Ásia e EUA.

Certo dia, procurando informações sobre aconselhamento em situações de trauma, descobriu o trabalho missionário da organização Wycliffe Bible Translators: “Eu sempre procurei saber como poderia me envolver em missões ou servir alguns grupos que são menos privilegiados de alguma maneira ao redor do mundo. É algo que sempre esteve no meu coração, desde que me converti”, disse.

“De repente, houve essa mudança dentro de mim que dizia ‘Ana, você tem que se envolver nisso. Agora é o momento’. Muito me surpreendeu que o que sempre foi ‘Não, isso não é para você agora’, de repente se tornou ‘Agora é a hora’”, relembrou.

Hoje, Ana irá assumir uma posição de liderança em uma das organizações afiliadas à Wycliffe, e trocar todo o conforto de seu sucesso pessoal para se dedicar à obra: “Eu vivo em um dos países com maior renda per capita e mais ricos do mundo. Estou cercada por muita riqueza. Eu morava em um prédio com um elevador privado que levava diretamente ao meu apartamento”, comentou, contextualizando seu status.

“Fui abençoada com muito sucesso e, obviamente, com esse sucesso veio uma grande remuneração. E, portanto, ir de um lugar onde você está acostumado a ganhar bons salários para outro onde você não recebe nenhum salário é algo bastante diferente. Mas foi assim mesmo que o Senhor enviou os seus discípulos”, observou.

Ana Mims revelou também que sua decisão não foi tomada do dia para a noite, e por um período, conversou com Deus questionando pontos da escolha que estava fazendo: “[Eu disse:] Espere um minuto, Senhor, eu sou uma mãe solteira, estou criando uma criança de 11 anos, e se até então não foi o momento certo para isso, por que você me chamou agora?”, contou.

As perguntas não pararam por aí: “Como eu vou viver assim pelo resto da minha vida? Como vou sobreviver desse jeito? Como é que meu estilo de vida vai ficar?”. Ana precisava ouvir as respostas, e elas vieram. “Eu pude ouvir o Senhor dizendo: ‘Você confia em mim que vou fornecer o que você precisa, o que sua filha precisa, que eu vou permanecer com você exatamente onde você está?”.

“Um Deus que sempre foi fiel, que o providenciou tudo de muitas maneiras – quando você tem história com alguém leal e fiel a você, você sabe que pode contar com Ele”, destacou.

Ao final, é grata pelas conquistas que obteve até agora e acredita que as lições terão proveito: “Todos esses anos que eu passei no mundo corporativo, aprendendo meu ofício e aprendendo todas aquelas coisas que o Senhor precisava que eu fizesse, agora vão servir para que eu possa entrar no ministério, eu acho que isso é simplesmente fantástico”, concluiu.

Fonte: https://noticias.gospelmais.com.br/alta-executiva-salario-milionario-missionaria-91332.html