“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e acharei; batei e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e, a quem bate, abrir-se-lhe-á… .Entrai pela porta …” (MT 7:7, 8 e 13)

 

Este conhecido texto das Sagradas Escrituras traz alguns ensinos preciosos para nós. Em primeiro lugar nos diz “pedi, e dar-se-vos-á; pois todo o que pede recebe”, o que nos leva a um belo ensino baseado em três ações: a de pedir, a de dar e a de receber. Não basta pedir e Deus nos dar, também é necessário que recebamos o que ele nos dá. O texto diz que se pedirmos Ele nos dará, mas não nos diz claramente que Ele nos dará o que pedimos, e sim, que ele nos dará. Nem sempre recebemos exatamente o que pedimos, mas sempre de Deus recebemos o que necessitamos.
Em segundo lugar o texto nos diz “buscai e achareis; pois todo o que busca encontra”. Agora a nossa atenção estará sobre outras três ações: a de buscar, a de achar e a de encontrar. Buscar é um ato que implica numa procura com empenho e esforço, e encontrar é o resultado de uma procura específica, proposital, porém achar é um caso acidental. Isto significa dizer que quando buscamos em Deus encontramos o que buscamos e achamos muito mais do que buscávamos. Somos surpreendidos por Deus com bênção que nem imaginávamos receber. Ele nos dá, mas não nos dá só o que pedimos, Ele nos dá infinitamente mais.
Por fim, chegamos ao terceiro ponto onde o texto nos diz “batei, e abrir-se-vos-á; pois a quem bate abrir-se-lhe-á” ao que Jesus completou dizendo: “Entrei pela porta …” Portanto desta vez nossa ênfase estará sobre outras três ações: a de bater, a de abrir e a de entrar. De forma magistral Jesus terminou esta palavra nos ensinando que não basta bater e nos ser aberta a porta, temos de entrar pela porta que nos foi aberta pelo Senhor.
Permitamo-nos ser surpreendidos pelo nosso Todo Poderoso Senhor! Ele tem coisas surpreendentes para nos dar para encontrarmos e acharmos por portas que entraremos.

 

QUE DEUS LHE ABENÇOE…