A PAZ,

AMARGURA

Leitura Bíblica: Hebreus 12.14-15

Cuidem que ninguém se exclua da graça de Deus; que nenhuma raiz de amargura brote e cause perturbação, contaminando muitos (Hb 12.15).

Você conhece a amargura? É o resultado de frustração não resolvida. Geralmente ela começa como uma pequena raiz venenosa em nosso coração. Frustramo-nos diante de situações da vida ou mesmo com pessoas. Alguém pode lhe dizer algumas coisas ou agir ao contrário do que você gostaria, e pronto, lá está o veneno. E se não eliminarmos essa pequena raiz logo no início, ela pode crescer e nos causar muito prejuízo. Passei por uma experiência em que fiquei amargurado com alguém. Num dia qualquer, numa conversa, foi mencionado o nome da pessoa com a qual eu estava amargurado. Foi impressionante, mas parece que meu estômago parou no mesmo instante e algo me consumia por dentro. Foi preciso refletir e pedir a ajuda de Deus para vencer tal sentimento.
Viver com pessoas amarguradas é muito difícil. Geralmente elas falam com vivacidade de fatos que provocaram o início da amargura. Às vezes já se passaram muitos anos, mas tudo está presente e vivo no coração. Essas pessoas não tornam somente sua vida mais difícil, mas também as pessoas que convivem com elas vão sendo contaminadas. E o maior prejuízo acaba por ser o rompimento da nossa comunhão com Deus. Fica muito difícil chegar à presença de Deus com o coração amargurado. A oração torna-se quase impossível e não conseguimos sentir paz.
Todos nós passamos por experiências amargas na vida, mas elas não precisam resultar num coração amargo. Precisamos aprender a amar mais, ser mais pacientes e mansos com nosso próximo. Afinal, todos somos pecadores e carecemos da graça e misericórdia de Deus. Quanta paz e alegria perdemos quando a amargura está em nosso coração! Se você está lutando com a amargura neste momento, peça a ajuda de Deus para livrar-se dela, caso contrário ela lhe trará muito sofrimento.
Amargura é semelhante a um câncer que, se não for tratado, pode contaminar todo o corpo e levar-nos a morte.

QUE DEUS O ABENÇOE…